Saúde, lazer e cultura

23-09-2013

Saúde

saude lazer e cultura 1As despesas com a saúde podem absorver uma fatia considerável do orçamento familiar. De acordo com estudos realizados na área da saúde, um estilo de vida menos saudável tem custos estimados em mais de € 100 mensais: é o preço a pagar pelo excesso de álcool e tabaco, alimentação desequilibrada e falta de exercício físico.

No caso dos medicamentos, os genéricos (medicamento com a mesma substância ativa, na mesma dose e igual forma farmacêutica de um fármaco de marca) são mais baratos entre 20 e 35%. A desconfiança quanto à sua eficácia e segurança não faz qualquer sentido porque apresentam a mesma qualidade dos medicamentos de referência.

No entanto, existem algumas regras para poder exigi-los ao médico ou na farmácia:

  • Pode fazê-lo na farmácia, se o médico receitar o princípio ativo ou a marca e autorizar a substituição ou nada indicar a este respeito;
  • Caso o profissional não permita a troca, aborde a questão do preço e, se for o caso, mostre vontade de comprar mais barato.

 Lazer e cultura

saude lazer e culturaA forma como utilizamos o nosso tempo de ócio e lazer é fundamental para o nosso bem-estar. Nas atividades, as possibilidades podem ser muitas e variadas e mesmo aqui pode poupar algum dinheiro, além de melhorar o bem-estar físico e mental, nomeadamente:

  • Utilização de espaços públicos para passeios em família ou para a prática de atividades desportivas (caminhar, correr, andar de bicicleta, por exemplo), sempre que possível, são uma boa alternativa aos recentes hábitos relacionados com os centros comerciais, onde a tentação para gastar dinheiro é maior;
  • Aproveite a oferta cultural que a generalidade dos municípios disponibiliza, grande parte, de forma gratuita. Para isso, convém estar atento às respetivas agendas culturais, normalmente divulgadas todos os meses.

 

Para mais informações:

Simulador – Medicamentos: qual o mais barato?