Regresso às Aulas – atenção aos gastos extra!

08-08-2017

 

Para muitas famílias, embora os filhos ainda estejam em férias, é já tempo de começar a pensar no regresso às aulas. E aí estão as campanhas de marketing das superfícies comerciais que apelam à aquisição de livros e material escolar com descontos.

E como as férias passam depressa, o regresso às aulas deve ser planeado com tempo, sendo pois altura para muitas famílias de fazer contas à vida.

Para alguns pais que tiveram oportunidade ou possibilidade de amealhar durante o ano é tempo de recorrer às poupanças, mas todos deverão avaliar os gastos em que terão de incorrer.

E para todos, os mais e os menos previdentes e para os que não conseguiram fazer poupanças, é importante a organização e prepararem-se para fazer as melhoras escolhas, por forma a rentabilizar a aplicação dos recursos disponíveis, para evitar que o sonho de muitos filhos não se transforme num pesadelo para os pais.

Será importante para aqueles que não fizeram poupanças reservar parte do subsídio de férias para as despesas escolares, tentando sempre que possível o recurso a crédito.

Se, por exemplo, utilizar o cartão de crédito lembre-se que se não pagar entre 30 a 50 dias de vista, conforme os casos, pelo que estará a incorrer em juros que elevarão os seus gastos substancialmente.

Os manuais escolares representam a despesa com maior peso no âmbito dos gastos em que cada família com filhos a estudar têm de incorrer pelo que toda a poupança que consiga obter será representativa.

Reserve um dia de férias para uma reunião familiar e com os seus filhos tendo em vista planear o que precisa, fazer umas arrumações e ver o que poderá aproveitar para o próximo ano ou o que poderá ser reaproveitado e reciclado.

As mochilas com um pouco de imaginação e a colaboração dos seus filhos poderão ficar “como novas” com uns acessórios extra, por exemplo.

Fale com a família e amigos e avalie a possibilidade de troca ou aproveitamento de livros, roupa ou material escolar.

Faça uma lista de compras e compare preços, antes de adquirir o que necessita.

Aproveite os Bancos de Livros e oferta de algumas autarquias para conseguir alguns livros e aproveite para os restantes as promoções e descontos oferecidos por livrarias e superfícies comerciais.

E não se esqueça que as despesas educação podem ser abatidas no IRS, para o que deverá pedir fatura em nome dos seus filhos ou dos pais.