Página principal Notícias DECO Algarve apoia os consumidores economicamente desprotegidos

DECO Algarve apoia os consumidores economicamente desprotegidos

06-01-2016

Segundo os dados recolhidos em 2015, verifica-se um aumento elevado da fragilidade financeira das famílias algarvias. De facto, registam-se atualmente mais de uma centena de sem-abrigo e aproximadamente cinco mil pessoas com carências económicas na região, o que revela uma deterioração da situação face a 2014.

A maior parte desta população é constituída por pessoas em idade ativa e atualmente desempregadas. Convém igualmente salientar o aumento, bastante elevado e repentino, da população sénior que evidencia carências económicas, principalmente devido ao apoio prestado aos seus filhos, em muitos casos desempregados ou sobre-endividados, a quem oferecem apoio financeiro, habitação ou mesmo a responsabilização pelo pagamento de dívidas, enquanto fiadores.

De acordo com o panorama nacional, o fenómeno do endividamento das famílias revela-se transversal e independentemente de níveis de rendimentos ou habilitações literárias, verificando-se inclusivamente o aumento do número de famílias em situação económica fragilizada que anteriormente integravam a classe média ou a classe média alta da sociedade.

Desta forma, e no sentido de evitar consequências financeiras desastrosas, os consumidores algarvios endividados ou em risco de endividamento poderão recorrer ao Gabinete de Apoio ao Sobre-endividado (GAS) da Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor (DECO), na sua delegação do Algarve (sita em Faro)

O apoio prestado pelo GAS é direcionado às pessoas em situação de dificuldade financeira que se encontrem incapacitados de fazer face às suas dívidas devido a situações de carácter involuntário, tais como desemprego, cortes salariais ou quebra de rendimentos, doença prolongada ou acidente e alteração do agregado familiar.

Este apoio destina-se apenas a pessoas singulares (consumidores e suas famílias), com manifesta impossibilidade de fazer face ao conjunto das suas dívidas não profissionais. As dívidas não profissionais podem ser definidas como as que resultam dos compromissos financeiros assumidos junto das entidades de crédito (bancos ou entidades financeiras) ou de outros credores (fornecedores de eletricidade, gás, água, telecomunicações, etc.).

O apoio prestado pelo GAS procura assegurar a prevenção do sobre-endividamento, a reabilitação da situação socioeconómica do sobre-endividado e a orientação económica do consumidor.

·

DECO – Comunicados de Imprensa

·

Contactos DECO Delegação Regional do Algarve:

Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor – DECO
Rua Dr. Coelho de Carvalho, n.º 1C 
8000-322 Faro
e-mail: deco.algarve@deco.pt
Tel. 289 863 103 – Fax 289 863 108