Página principal Notícias CUIDADO com as promessas de crédito fácil!

CUIDADO com as promessas de crédito fácil!

06-11-2017

É constrangedor continuarmos a verificar que existem “empresas”  que se comprometem a ajudar os  consumidores confrontados com dificuldades financeiras, prometendo a renegociação dos seus  contratos de crédito,  a concessão de crédito ou até a resolução dos seus problemas mesmo havendo créditos em tribunal, penhoras, informações negativas no Banco de Portugal …

Mais, uma vez o Banco de Portugal (BdP) vem alertar para uma empresa que se designa Adminiscompra ou ADM Soluções Financeiras e que não está autorizada a conceder crédito ou a levar a cabo qualquer atividade de intermediação financeira.

A empresa Adminiscompra – Administração, Compra e Venda de Imóveis S.A., atuando em seu próprio nome ou através da designação comercial ADM Soluções Financeiras tem uma página na Internet onde se pode ler  “Necessita de Dinheiro Urgente? Conheça as Nossas Soluções”. Uma das propostas, segundo o “site”, passa por a pessoa com falta de dinheiro vender temporariamente bens que tenha (como uma casa) em troca de dinheiro imediato, com a promessa de mais tarde reaver esse bem.

O Banco de Portugal adverte, também,  que os serviços de “financiamento” publicitados no sítio da internet com o endereço “www.linha-cpt.com”, associados à designação “PT Crédito” ou “PT Crédito Linha”, não pertencem a qualquer entidade que se encontre habilitada a exercer, em Portugal, a atividade de concessão de crédito ou qualquer outra atividade financeira reservada às instituições sujeitas à supervisão do Banco de Portugal.

Relembramos que a atividade de concessão de crédito, prevista na alínea b) do n.º 1 do artigo 4º do Regime Geral das Instituições de Crédito e Sociedades Financeiras (aprovado pelo Decreto-Lei n.º 298/92, de 31 de dezembro), e está reservada às entidades habilitadas a exercê-la, de acordo com o disposto no artigo 10.º da referida lei. A informação sobre as  entidades habilitadas a conceder crédito encontram-se  numa lista  no sítio do Banco de Portugal na internet.

 

Caso tenha conhecimento destas situações pode proceder à sua denúncia junto da DECO, poderá fazê-lo através do e-mail gas@deco.pt enviando todos os elementos relativos ao caso, como documentação, e-mails e SMS trocados com a entidade.