Página principal Notícias Regresso às aulas: gastos acrescidos

Regresso às aulas: gastos acrescidos

08-09-2015

O novo ano escolar já tem data marcada para arrancar. Na semana entre 15 a 21 de setembro, todas as escolas deverão dar início ao novo ano letivo 2015/2016.
Assim, caso ainda não tenha efetuado a preparação para estes gastos extraordinários (e elevados), apresentamos algumas sugestões:

  • Utilize os descontos promovidos pelas livrarias e hipermercados:

Várias editoras e hipermercados estão a lançar campanhas de desconto para os clientes que optem por comprar os manuais escolares pela internet até ao dia do início oficial do ano letivo, 15 de setembro. Os descontos variam de loja para loja mas no limite podem ir até aos 20%.
Existem descontos imediatos e descontos em cartão.
Um ponto importante: certifique-se sempre de que está a comprar os manuais corretos para os seus filhos. Isto porque em algumas situações, a loja não aceitar a troca ou a devolução dos manuais. Para evitar este problema, consulte o portal do Ministério da Educação para confirmar a lista completa de manuais escolares que o seu filho irá utilizar no próximo ano.

  • Aquisição de manuais escolares em 2ª mão:

Tomando o exemplo de um aluno que frequenta o 9º ano de escolaridade, o custo dos manuais escolares situar-se-á entre os 150€ e os 200€. Este é um gasto elevado para uma família portuguesa.
Uma solução poderá ser o recurso à compra dos mesmos manuais, mas em “segunda mão” .
Além disso, poderá também recorrer aos bancos de trocas de manuais escolares. Por exemplo, o Movimento Reutilizar promove a partilha gratuita de livros escolares em todo o país, sem ser imposta a entrega para que se possam receber manuais. Neste momento, o movimento agrega 193 bancos de trocas de manuais em Portugal. Qualquer pessoa pode procurar livros escolares nestes bancos. Para saber qual é o banco que se situa mais perto da sua área de residência consulte a página de internet deste movimento.

  • Definir uma lista de material escolar indispensável:

Antes de se dirigir ao local de compra, efetue uma lista de todo o material necessário e defina o valor disponível do seu orçamento mensal. Mas, antes disso, avalie o estado do material que ainda tem em casa e que possa ser reaproveitado.
Poderão ser evitados gastos desnecessários se esta lista for respeitada.

Mais informação:
DECO Proteste: Regresso às aulas

Partilhe