Página principal Notícias Crédito malparado continua a aumentar

Crédito malparado continua a aumentar

12-04-2016

Em janeiro registou-se um aumento do crédito malparado que se repetiu em fevereiro. Os dados agora publicados pelo Banco de Portugal mostram que as instituições financeiras tinham, no final de fevereiro, 17,98 mil milhões de euros em empréstimos de difícil recuperação.  Este valor representa quase  9% de todo o financiamento concedido pelos bancos a empresas e famílias.

No que concerne aos particulares o montante de crédito de cobrança duvidosa ascende a cinco mil milhões de euros, ou 4,27% de todo o dinheiro emprestado valor que  supera ligeiramente os 4,26% fixados em janeiro.

Este aumento fica a dever-se sobretudo ao crédito à habitação. Em fevereiro  2,61% de todo o dinheiro emprestado para este fim está como  malparado . É a percentagem mais elevada desde que o Banco de Portugal começou a publicar estes dados em 1997. No crédito ao consumo, do total de dinheiro emprestado, 9,29% está dado como malparado. O segmento de crédito para outros fins continua a ser aquele onde a percentagem de crédito malparado é mais expressiva, de acordo com os dados do Banco de Portugal representa  14,97% .

Quando surgem dificuldades financeiras as famílias devem começar por analisar o seu orçamento mensal e avaliar que despesas podem reduzir ou mesmo cortar para reequilibrar o orçamento e não correr o risco de entrar em incumprimento. Se as dificuldades para pagar as prestações dos créditos se mantiverem, deverá expor-se  a situação às instituições de crédito com as quais tem contratos para, em conjunto, se  analisem possíveis alternativas que impeçam o incumprimento.

Para mais informação e orientação  poderá contactar o Gas – Gabinete de Apoio ao Sobre-endividado

Partilhe